Postado em 03 de Junho de 2015 às 13h59

Trenas a laser Bosch garantem eficiência e precisão

Ferramentas (2)
Civil Máquinas Novo Conteúdo 04 A Bosch apresentou, durante a Feicon 2015, suas novidades tecnológicas em trenas a laser, que proporcionam agilidade, precisão e conectividade aos profissionais, facilitando a execução...

A Bosch apresentou, durante a Feicon 2015, suas novidades tecnológicas em trenas a laser, que proporcionam agilidade, precisão e conectividade aos profissionais, facilitando a execução das tarefas nos canteiros de obras. Além disso, a empresa lançará um aplicativo que oferece ainda mais praticidade ao trabalho de arquitetos e projetistas.

Menor trena a laser do mercado

A Bosch apresentou durante a Feicon 2015 a GLM 30 Professional, a trena a laser que realiza medições intermediárias de até 30 metros, tamanhos com precisão milimétrica e a soma dos valores obtidos. Com base no conceito patenteado pela Bosch, todas as operações são realizadas com o apertar de apenas um botão, proporcionando facilidade na obtenção e, também, na leitura dos resultados.

A GLM 30 Professional, atende às necessidades de eletricistas, instaladores de Drywall, carpinteiros e construtores em geral. Devido à facilidade de manuseio e baixo investimento também pode ser utilizado para demandas domésticas e aplicações cotidianas.

Medição com conectividade

A GLM 100 C Professional é uma trena a laser com alcance de 100 metros que, combinada com o aplicativo "câmera de medição" Bosch, transfere os valores obtidos para tablets e smartphones, via Bluetooth, ou para computadores, por meio de conexão USB.

De fácil manuseio, o equipamento, que facilita o trabalho em canteiros obra, escritórios de arquitetura, engenharia, entre outros, realiza a medição em lugares de difícil acesso e permite o armazenamento dos dados, que podem ser acessados posteriormente. A exatidão do GLM 100 C Professional e seu raio de ação são certificados segundo a norma ISO 16331-1.

Fonte: www.bosch.com.br

Veja também

Com PIB em queda, sindicato de SP projeta retração maior na construção03/06/15 O Sindicato da Indústria da Construção Civil de São Paulo (SindusCon-SP) avaliou hoje (29), em nota, que a redução do Produto Interno Bruto (PIB), soma das riquezas produzidas pelo país, “deverá impactar ainda mais o setor da construção civil”. A economia brasileira recuou 0,2% no primeiro trimestre deste ano, na......

Voltar para Notícias